Proteja-se.

Se sair use máscara!

Notícias

Secretaria de Inclusão estimula auxílio a populações socialmente vulneráveis dos municípios

03 de junho de 2020

Secretaria de Inclusão Social cria mapa com informações de cada município para doações diretas de alimentos, itens de higiene e limpeza e recursos

Para estimular a solidariedade da sociedade sergipana para com as populações em situação de vulnerabilidade, submetidas a um risco social ainda maior durante a pandemia, a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social – SEIAS lança a campanha ‘Solidarize-SE’. A pessoa física ou jurídica que desejar e puder auxiliar diretamente as prefeituras ou organizações da sociedade civil que já estão empreendendo iniciativas solidárias nos municípios, poderá obter as informações necessárias para colaborar através do site www.inclusao.se.gov.br/solidarize-se. Basta acessar o mapa de Sergipe disponível na página eletrônica, e clicar sobre o município sobre o qual deseja conhecer as formas de ajudar.

De acordo com a secretária de Estado da Inclusão Social, Lêda Lucia Couto, a iniciativa tem o propósito de fomentar o espírito de solidariedade na população sergipana. “Muitos não sabem, mas existe toda uma rede socioassistencial nos municípios amparando, prestando atendimento e acolhendo a essas famílias que, mais do que nunca, precisam do apoio não só do poder público, mas de cada pessoa que estiver em condições de ajudar. Com a queda na arrecadação em decorrência do fechamento de boa parte do comércio e com o contingenciamento de recursos para a estruturação da rede de saúde para comportar a demanda de pacientes com a covid-19, os governos de todas as esferas necessitam dessa somação de esforços com a iniciativa privada e a sociedade civil”, defende.

Lêda relembra o sucesso da campanha de arrecadação de 2019, quando chuvas acima do padrão se precipitaram sobre Sergipe, deixando desabrigados e desalojados em diversos municípios. “Chamamos a população para se somar às famílias que estavam em sofrimento naquele momento e a sociedade sergipana não hesitou em prestar sua colaboração, com doações diversas. Ainda agora, fizemos a destinação do excedente das roupas doadas naquela época, com o projeto ‘Roupa Boa a Gente Doa’. É muito importante que as pessoas entendam que o bem estar coletivo e a justiça social são de responsabilidade de todos”, pontua a secretária.

Rosane Cunha, técnica da SEIAS responsável pela campanha, explica que as informações disponíveis no mapa foram fornecidas pelas Prefeituras e pelos Conselhos Municipais de Assistência Social. “Entramos em contato com os gestores municipais e membros dos Conselhos, que representam o controle social em cada município, que nos repassaram as informações sobre como cada pessoa interessada pode contribuir, seja através da doação alimentos, de itens de higiene e limpeza, ou até mesmo doações de recursos de forma direta. Cada entidade que receber a doação será responsável pela sua correta aplicação e a relação de acompanhamento se dará de maneira direta entre o doador e o receptor da doação. Esperamos, dessa forma, contribuir para que as pessoas possam acessar, num só lugar, como podem ajudar cada município nas ações da Assistência”, conclui Rosane.

Por todo o estado, as gestões municipais trabalham para atender as famílias que estão em maior vulnerabilidade. A secretária de Assistência Social de Estância, Danielle Souto Muhlert Siqueira, conta que, em seu município, há 16 mil famílias no Cadastro Único e que, destas, 9 mil recebem Bolsa Família. “No momento de crise social que estamos vivendo hoje, com a pandemia, há muitas pessoas que atuavam como informais e agora estão sem conseguir renda, e não tiveram o Auxílio Emergencial aprovado. Por isso, Estância se inscreveu para participar dessa campanha, para receber doações de alimentos, recursos ou produtos de higiene – que são itens muito importantes no combate ao coronavírus. Tem gente que não tem água sanitária nem sabonete para lavar as mãos. Então, qualquer doação que recebermos será direcionada para essas famílias, que às vezes são numerosas. A campanha é muito bonita e importante. E acho que, neste momento, as pessoas estão mais sensíveis e solidárias. Acho que vai dar muito certo. Quero parabenizar o Governo do Estado pela iniciativa”, concluiu a secretária de Estância.