Notícias

Sergipe começa hoje a vacinar idosos a partir dos 90 anos

10 de fevereiro de 2021

Idosos com 90 anos ou mais começaram a ser vacinados contra a Covid-19  nesta quarta-feira, 10, em todo o Estado de Sergipe.  Em Aracaju, a campanha foi aberta no Parque da Sementeira, ao estilo drive-thru, e contou com a presença do governador Belivaldo Chagas, que enfatizou a necessidade de os municípios darem maior velocidade ao processo de vacinação. Em todo Estado serão vacinados cerca de  9 mil idosos com 90 anos ou mais, segundo o último Censo Demográfico do IBGE, realizado há 10 anos.

“O que a gente pede é que os municípios façam exatamente o que estão fazendo, utilizem-se do processo de agilidade para que as pessoas possam ser vacinadas no menor espaço de tempo possível. Isso acontecendo, a população sai ganhando”, conclamou o governador. A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, reforçou as palavras de Belivaldo Chagas lembrando que o Estado recebe as vacinas do governo federal  e as repassa para os municípios, que são os executores da imunização.

A secretária estima que em uma semana todos os idosos do Estado com 90 anos ou mais terão tomado a primeira dose do Coronavac. “Precisamos avançar com segurança e agilidade no processo de vacinação, porque à medida que outras vacinas cheguem repassaremos aos municípios para que deem continuidade imediata à campanha, alcançando outras faixas etárias de idosos”, disse.

Mércia Feitosa salientou que uma reserva técnica de doses da vacina Coronavac  está armazenada na Central de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para ser utilizada na vacinação de idosos, caso o número atual de pessoas com mais de 90 anos supere os dados do IBGE. Os próprios municípios estão fazendo o mapeamento dos idosos para que nenhum deixe de ser vacinado.

Felicidade

Inês Aragão, 93 anos, expressou o sentimento que envolveu os idosos vacinados na manhã desta quarta-feira: “Estou muito feliz por receber a vacinada. Estávamos todos aguardando por este momento especial. Agora me sinto melhor sabendo que comecei a ser imunizada contra esse vírus tão terrível”, declarou ela.

Emocionada, Maria Hilda de Andrade, 92 anos, não escondeu o alívio que sentiu ao ser vacinada. Ela contraiu a Covid-19 e passou 12 dias internada, sendo metade do tempo na UTI. “É uma felicidade receber a vacina. Deus me deu um cartão de liberdade e agora posso voltar para minhas atividades”, disse.

Com 98 anos, Mazilde da Silva Cunha aconselha que todos os idosos tomem a vacina. “Eu estava ansiosa para ser vacinada e aconselho todos os idosos a serem vacinados. Agora estou feliz. Estou com essa idade, mas não quero morrer agora não. Quero viver e com saúde”, expressou.

“O que a gente pede é que os municípios façam exatamente o que estão fazendo, utilizem-se do processo de agilidade para que as pessoas possam ser vacinadas no menor espaço de tempo possível. Isso acontecendo, a população sai ganhando”, conclamou o governador. A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, reforçou as palavras de Belivaldo Chagas lembrando que o Estado recebe as vacinas do governo federal  e as repassa para os municípios, que são os executores da imunização.

A secretária estima que em uma semana todos os idosos do Estado com 90 anos ou mais terão tomado a primeira dose do Coronavac. “Precisamos avançar com segurança e agilidade no processo de vacinação, porque à medida que outras vacinas cheguem repassaremos aos municípios para que deem continuidade imediata à campanha, alcançando outras faixas etárias de idosos”, disse.

Mércia Feitosa salientou que uma reserva técnica de doses da vacina Coronavac  está armazenada na Central de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para ser utilizada na vacinação de idosos, caso o número atual de pessoas com mais de 90 anos supere os dados do IBGE. Os próprios municípios estão fazendo o mapeamento dos idosos para que nenhum deixe de ser vacinado.