Categoria - Notícias

Secretária Mércia Feitosa fala sobre vacinas e plano de imunização contra a Covid-19

10 de dezembro de 2020

A Secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, concedeu uma entrevista na manhã desta quinta-feira, 10, aos jornalistas André Barros e Priscila Andrade, da Rádio Rio FM, para falar sobre o plano de imunização contra a Covid-19 e as ações da pasta no enfrentamento à pandemia. Após nove meses de transmissão do vírus, a expectativa de uma primeira etapa da vacinação poderá ocorrer já no início de 2021. Para garantir a imunização, uma mesma pessoa vacinada deverá tomar duas doses, entre o intervalo de tempo determinado por cada vacina, podendo variar entre 21 a 30 dias, de uma dose para outra.

A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, comentou sobre a autorização das vacinas que estão em análise na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “O Ministério da Saúde tem a pretensão de adquirir não só um tipo, mas sim, três tipos ou qualquer vacina que já esteja autorizada pela Anvisa. Os próprios testes, hoje, mostram uma diferença, algumas vacinas já possuem uma eficácia em torno de 70 a 75%, outras em torno de 65%. Mas, em momento de pandemia, se a vacina alcança nos testes mais de 50% de eficácia, ela pode ser liberada, o que já traz uma segurança”, enfatiza Mércia Feitosa.

A vacinação contra a Covid-19 será semelhante às campanhas de imunização realizadas como a vacina da Influenza. “É uma vacina que está bem em evidência e a gente pensa em tirar como ponto de comparação a vacina da Influenza. A distribuição é realizada pelos caminhões refrigerados e a entrega é feita diretamente nos municípios, que já estão preparados. Todas as geladeiras das unidades de vacina possuem termômetros, que medem a temperatura do momento para saber se é a ideal”, disse a secretária.

As estratégias de vacinação, priorizando por exemplo as faixas etárias, serão finalizadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), de acordo com a certeza de qual imunobiológico será recebido pelo Estado. Quando finalizadas, a SES orientará os municípios a como deve ser conduzida a imunização dentro de cada território. Ainda não está definido se haverá um calendário anual ou semestral para repetir as doses da vacina, isso será estabelecido de acordo com os próximos estudos.

A secretária orienta a população a manter todas as medidas de proteção contra o Coronavírus. “É preciso continuar utilizando a máscara, o uso do álcool em gel, o distanciamento físico, evitando aglomerações e, assim, evitar uma maior propagação do vírus. Apesar da aproximação das campanhas de imunização contra a Covid-19, cada pessoa precisa continuar os cuidados”, concluiu.