#FiqueEmCasa

Notícias

Secretária de Estado da Saúde faz visita técnica ao hospital de campanha de Aracaju

20 de maio de 2020

A Secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, realizou nesta terça-feira, 19, uma visita técnica ao Hospital de Campanha Cleovansóstenes Pereira Aguiar, do município de Aracaju, instalado nas dependências do Estádio João Hora. Mércia Feitosa, que estava acompanhada da superintendente executiva, Adriana Meneses, foi recebida pela secretária de Saúde de Aracaju, Vaneska Barboza.  O intuito foi de conhecer a unidade, ver de perto a estrutura montada e continuar alinhando estratégias para um melhor atendimento dos pacientes da Covid-19. A unidade entra em funcionamento nesta quinta-feira, 21.

Mércia Feitosa avaliou positivamente a estrutura montada pela Prefeitura de Aracaju, tanto pela capacidade de atendimento, pela qualidade da assistência que será ofertada, assim como por observar as medidas de segurança para pacientes e equipes de profissionais que lidarão com uma doença com alto potencial de contaminação. “Pacientes suspeitos, confirmados e críticos estarão em espaços específicos e separados, o que nos mostra que toda a ambiência foi muito bem desenhada”, atestou.

Mércia salienta que o hospital de campanha amplia a oferta de leitos, contribuindo para que o Estado de Sergipe possa oferecer uma linha de cuidados qualificada aos pacientes Covid-19 de baixa e média complexidade. Mércia Feitosa anunciou durante a visita que a parceria entre os governos estadual e municipal passa também pelo compartilhamento do espaço do hospital de campanha. “A secretária Vaneska nos ofertou e, se houver a necessidade da ampliação de leitos de UTI, lançaremos mão desta oferta”, disse.

A secretária municipal de Saúde, Vaneska Barboza, informou que o hospital de campanha terá 152 leitos, mas que entra em operação nesta quinta-feira com cerca de 60 leitos ativos. “Estamos no período de contratação de profissionais para que gradativamente a gente possa ampliar esses leitos. O hospital de campanha vem como uma retaguarda importante para que a gente possa ter espaço suficiente para internar os pacientes de baixa e média complexidade que não podem ficar em isolamento em casa, seja pela condição social ou porque não tem como fazer o isolamento domiciliar”, explicou.

Destacou que o hospital de campanha será retaguarda para as oito unidades básicas de Aracaju que são referência para síndrome gripal, bem como para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) Fernando Fraco (Zona Sul ) e Nestor Piva (Zona Norte). Ela acrescentou que além do internamento de pacientes, o hospital de campanha contará com o serviço de laboratório, eletrocardiograma e raio X, que são exames de diagnóstico.