Categoria - Notícias

Profissionais de saúde da MNSL são testados para a Covid-19

12 de junho de 2020

Na manhã desta sexta-feira 12,  100 servidores da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), que trabalham  na linha de frente do combate ao COVID 19, foram sorteados  para participar da pesquisa que é de responsabilidade da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Segundo informou o professor doutor na área de bioquímica da UFS Lysando Pinto Góis,   o projeto patrocinado pelo Ministério Público do Trabalho, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual, reservou um valor financeiro para a universidade. A verba vai para o Laboratório de Pesquisas e Análises Clínicas da UFSLABIC, para a realização de sorologia de anticorpos IGG e GM para SARS-COV-2, para a Covid-19, e ai estamos circulando todos os profissionais de saúde em Sergipe. Já fomos no HUSE, no SAMU e não poderíamos esquecer da Maternidade, que presta um serviço relevante a comunidade”, disse o professor.

Ele explicou que hoje estão sendo realizados os exames  dos profissionais da maternidade com uma lista prévia, contemplando médicos, enfermeiras,  técnicos, fisioterapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos, o pessoal da assistência social por amostragem. Não é uma testagem em massa é uma pesquisa que vai gerar um laudo online em um aplicativo,  que serve de auxílio diagnóstico. O resultado sai até hoje 00h para o profissional não ficar aguardando”, observou Lysandro.

O bioquímico atentou que  o sangue foi coletado e que será realizada a sorologia para pesquisar os anticorpos. Iremos ao Corpo de Bombeiros na segunda-feira, posteriormente Polícia Militar, depois Guarda Municipal, SMTT e depois vamos aos hospitais do interior do Estado. O resultado do teste sai online, entra com CPF e data de nascimento e baixa o resultado onde quiser”, explicou o professor.

Ele agradeceu a doutora Lourivania Prado, superintendente da MNSL, pelo apoio e pela nuência.  “Graças a ela, conseguimos fazer os exames.

Foram 100 testes escolhidos por sorteio aleatório por setor com os profissionais da linha de frente.São em torno de 16 pessoas na equipe, professores doutores, alunos do curso de Medicina, Enfermagem, Farmácia”, esclareceu Lizandro

Para a médica pediatra, Nina Santos dos Anjos Antunes, foi ótimo diante da situação atual. “É legal sabermos , como a gente da área da saúde têm maior probabilidade de contrair a doença. Estou vendo muita gente realmente positivando e mesmo sem sintomas a possibilidade de ter pego o vírus é alta.  Então é bom sabermos porque as vezes podemos estar assintomáticos e transmitindo a doença.

Segundo a enfermeira e gerente do ambulatório de retorno da MNSL, Catharina Correia Costa e importante formar boas parcerias em momentos de crise, como a atual  é fundamental. “A necessidade em testar os profissionais para o covid-19 e unida a disponibilidade do LaBic, representada pelo professor Dr. Lysandro tornou isso possível. Essa ação com os profissionais de saúde que estão na linha de frente ao COVID-19 busca identificar a soroprevalência para o vírus SARS-COV-2, tornando a assistência mais segura as mães e bebês assistidos na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes.