Categoria - Notícias

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes já vacinou 696 profissionais de saúde contra Covid-19

29 de janeiro de 2021

A Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL) deu continuidade nesta quarta-feira, 27, à vacinação dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19. Técnicos da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju (responsáveis pela coordenação da vacinação) se uniram com gestores da MNSL que já estavam com toda a programação montada para realizar a vacinação. Foram imunizadas nesta quarta 323 profissionais.

A vacinação, que está em sua última fase da primeira dose, teve início na última sexta, 22, com 180 pessoas vacinadas, na segunda-feira, 25, com 193, totalizando nos três dias 696 profissionais vacinados.

A Enfermeira do Controle de Infecção Hospitalar da maternidade, Joana D’arc Amorim de Albuquerque, lembrou que a vacinação é um marco muito importante. “Espero que todos os profissionais e a população consigam ser vacinados e possamos realmente reduzir o quantitativo de pacientes internados e diminuir os casos nas instituições, ofertando uma assistência mais qualificada. Eu me senti feliz, estava na expectativa, sou profissional de saúde há 25 anos e estamos vivenciando isso desde o início. Me dedico como todos. Na instituição o momento é de felicidade”, disse.

A técnica de Enfermagem, Andréia do Nascimento Carvalho, comentou que ficou lisonjeada e feliz em ter sido recrutada para a vacinação. “É emocionante ver as pessoas recebendo a vacina, algumas querem registrar esse momento, outras querem guardar só pra si” observou a técnica.

“Foi uma emoção muito grande a cada pessoa que recebeu a dose. Nós perdemos muitos parentes, colegas, profissionais. É uma emoção muito grande estar aqui vacinando os profissionais de saúde. A carga horária é puxada de manhã e de tarde, mas é muito gratificante. Saímos cansados, mas temos a sensação de dever cumprido, de que estamos fazendo algo em prol da saúde, ao combate ao coronavirus”, comemorou a Técnica de enfermagem Cristiane Freitas.

O anestesista José Garcia Barata, confessou que no começo ficou ansioso e agora realizado. Disse ainda que vai aguardar a segunda dose e espera que todos sejam imunizados. “Foi um ano com tanto stress, recolhimento e tentando seguir as normas”, atentou.