Categoria - Notícias

Lacen realizou mais de 42 mil testes para a Covid-19 em dois meses

02 de março de 2021

O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) recebeu nos meses de janeiro e fevereiro, 42.247 amostras para análises do coronavírus. Deste total, 29.315 apresentaram resultados detectáveis através da técnica de RT-PCR em tempo real, considerada o padrão ouro, para diagnóstico da Covid-19. O trabalho também colabora com as ações de vigilância em saúde no enfrentamento à pandemia.

De acordo com o superintendente do Lacen, Cliomar Alves, próximo de completar um ano do primeiro diagnóstico positivo em Sergipe, o trabalho permanece intenso no laboratório de Biologia Molecular, setor responsável pelo processamento das amostras.

“Continuamos realizando a vigilância laboratorial, analisando todas as amostras e os resultados oriundos dela, sempre em contato direto com o Ministério da Saúde, com o estado e municípios”, informou o gestor.

Conforme estatísticas do sistema de Gerenciamento de Ambiente Laboratorial (GAL), a média diária de amostras recebidas em janeiro foi de 831 e em fevereiro 633 amostras, encaminhadas pelas unidades de atenção básica e hospitais dos 75 municípios sergipanos.

No Laboratório Central o material passa por triagem e em seguida é encaminhado ao laboratório de Biologia Molecular, onde são centrifugadas e aliquotadas para armazenamento em ultrafreezer na temperatura de -80ºC. Após esse processo, é realizada a extração do RNA viral e posteriormente o RT-PCR em tempo real.

Vale ressaltar que o trabalho de vigilância laboratorial na prevenção a propagação da Covid-19 prossegue com as contingências ativas relacionadas a contratação de 50 profissisonais, aquisição de insumos e equipamentos (termocicladores e extratores) e extensão do horário de atendimento para receber amostras de segunda a sexta, das 7h às 16h, incluindo sábados, domingos e feriados.

Os resultados dos testes são liberados online, via GAL em dois dias, para as unidades solicitantes. Esse período pode sofrer alteração, quando há necessidade de repetição do exame. “Os profissionais que realizam o processamento das amostras trabalham em regime de plantão durante 24 horas”, confirmou Cliomar Alves.