Categoria - Notícias

Covid-19: Secretária de Estado da Saúde apresenta ações e plano de vacinação para os municípios

18 de janeiro de 2021

A Federação dos Municípios de Sergipe (FAMES) realizou nesta segunda-feira, 18, no auditório da instituição, a Assembleia Geral de Prestação de Contas, Precatórios e informações sobre a Covid-19. O evento, voltado para os gestores municipais, contou com a presença da secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, e o professor e pesquisador da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Lysandro Borges, que estiveram falando sobre o atual quadro dos avanços da pandemia, as ações de prevenção e combate ao vírus em Sergipe, bem como o plano estadual de vacinação.

A secretária Mércia Feitosa destacou a importância da participação de todos os gestores neste encontro e, como anunciado ontem, 17, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a autorização do uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford. “Fiquei muito feliz com essa notícia tão esperada, que a chegada da vacina. Isso só reforça o nosso anseio e esperança de frear esse vírus, por isso apresento a todos os responsáveis que estão aqui o Plano Estadual de Vacinação para os municípios, onde também irei expor estratégias de combate a Covid-19. Por isso, é essencial a presença de todos os gestores”, pontuou.

A apresentação foi breve e fez uma síntese do cenário de momento no Estado. “Estamos próximos de completar um ano de muita luta e desafio, a cada dia um quadro novo se apresenta, a SES trabalha por regiões de saúde, somos sete no total, Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Glória, Estância, Itabaiana, Lagarto e Própria. O plano operacional em torno das vacinas será entregue a cada gestor municipal, para que cada um organize a retirada e o recebimento, onde seguem também a ordem de grupos prioritários, começando a imunização pelos profissionais da saúde”, enfatizou.

A secretária Mércia Feitosa também apresentou como será o armazenamento da vacina e a quantidade de doses que o Estado irá receber. “Nessa primeira fase, 38% dos trabalhadores da saúde serão imunizados. Sergipe receberá, a princípio, 48.360 doses correspondendo as duas doses. O armazenamento da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, felizmente ficará condicionada de 2º a 8º C, é uma temperatura onde outras vacinas do calendário básico já ficam armazenadas”, concluiu.

Na ocasião, o professor e pesquisador da UFS, Lysandro Borges, salientou que as pessoas continuem seguindo os protocolos. “Atitudes individuais geram cuidados coletivos, então o uso da máscara, o distanciamento social e o álcool gel ainda são as melhores maneiras de retardar o vírus em nosso Estado. A nova cepa do vírus que atinge o Amazonas é muito mais infectiva, é preocupante, porque alguns pacientes foram transferidos para outras cidades. Em Sergipe, o número de casos de pessoas infectadas e óbitos está intenso, então as pessoas precisam manter os cuidados diários do início da pandemia”, alertou.